Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008
Ser bom ou fazer a diferença?

 

Vivemos numa sociedade competitiva. Todavia, ela só se torna competitiva a partir do momento em que nós assim o queremos. Na minha óptica ninguém a obrigado a jogar. Apesar de existirem normas de conduta transversais, o que é certo é que a afirmação do indivíduo não tem de se fazer na lógica do confronto directo.
 
Quero com isto dizer que não estou totalmente de acordo com a máxima de que os melhores triunfam e os piores são derrotados. Em primeiro lugar este pensamento só é possível se tivermos como premissa uma sociedade límpida e desprovida de jogos de interesse o que, naturalmente, nem sequer é aproximado.
 
Argumento que, em vez do confronto, o indivíduo pode triunfar a partir do momento em que fizer a diferença. Numa espécie de caminho profissional, entendo que a partir da altura em que descobrimos como fazer a diferença a nosso favor pode ser o atalho para o nosso sucesso profissional.
 
Seguindo a minha experiência, julgo que essa máxima se concretiza num determinado momento, em que não falhamos nem trememos ao fazer a tarefa x. Outra das máximas encontra-se na versatilidade e capacidade de adaptação rápida, por exemplo.
 
Penso que estes pontos, que não se obtêm através de qualquer formação educativa, ilustram bem as competências de inteligência de que o indivíduo dispõe. Já aqui o disse que considero que não importa trabalhar muito, mas sim trabalhar quando os outros estão a dormir. Se triunfar pelo mérito traduz uma dignidade extrema, julgo que a forma como descobrimos os atalhos que conduzem ao sucesso são essenciais para o rendimento.
 
Neste último ponto, e para concluir, acho que o sermos muito bons pode pressupor um desperdício ao nível de vida pessoal, a nossa componente mais vital. Assim sendo, indo de encontro ao equilíbrio, entendo que a descoberta de elos de ruptura a nosso favor são o factor decisivo. Porque se me perguntarem se prefiro ser bom ou fazer a diferença, eu opto pela segunda hipótese.

tags:

publicado por Gil Nunes às 17:15
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
subscrever feeds