Segunda-feira, 30 de Abril de 2007
Prison Break- Lei de Hooke
Estive a ver a primeira série do Prison Break. A dada altura é feita referência à Lei de Hooke. Confesso que na altura não percebi muito bem pelo que fui à internet tirar as minhas dúvidas. Vejam este artigo tirado da wikipedia


A lei de Hooke é a lei da física relacionada a elasticidade de corpos, que serve para calcular a deformação causada pela força exercida sobre um corpo, tal que a força é igual ao deslocamento da massa a partir do seu ponto de equilíbrio vezes a característica constante da mola ou do corpo que sofrerá deformação:

F = k .Δl No S.I. , F em newtons, k em newton/metro e l em metros.

Nota-se que a força produzida pela mola é diretamente proporcional ao seu deslocamento do estado inicial (equilíbrio). O equilíbrio na mola ocorre quando ela está em seu estado natural, ou seja, sem estar comprimida ou esticada. Após comprimi-la ou estica-la, a mola sempre faz uma força contrária ao movimento, calculada pela expressão acima.

A Lei de Hooke

Estando uma mola no seu estado relaxado e sendo uma extremidade mantida fixa, aplicamos uma força(F) à sua extremidade livre, observando certa deformação.Ao observar esse fato, Hooke estabeleceu uma lei, a Lei de Hooke, relacionando Força Elástica(Fel), reação da força aplicada, e deformação da mola (Δl): "A intensidade da Força elástica (Fel) é diretamente proporcional à deformação (Δl)".

Matematicamente, temos: Fel = k.Δl; ou vetorialmente: Fel= -k. Δl, onde k é uma constante positiva denominada Constante Elástica da mola, com unidade no S.I. de 1N/m. A Constate Elástica da mola traduz a rigidez da mola, ou seja, representa uma medida de sua dureza. Quanto maior for a Constante Elástica da mola, maior será sua dureza.

É importante ressaltar que o sinal negativo observado na expressão vetorial da Lei de Hooke, significa que o vetor Força Elástica (Fel), possui sentido oposto ao vetor deformação (vetor força aplicada), isto é, possui sentido oposto à deformação, sendo a força elástica considerada uma força restauradora.


Sendo W a Força aplicada, temos: W = - Fel

Fel = - k.Δl
W = k.Δl

A lei de Hooke pode ser utilizada desde que o limite elástico do material não seja excedido. O comportamento elástico dos materiais segue o regime elástico na lei de Hooke apenas até um determinado valor de força, após este valor, a relação de proporcionalidade deixa de ser definida (embora o corpo volte ao seu comprimento inicial após remoção da respectiva força). Se essa força continuar a aumentar, o corpo perde a sua elasticidade e a deformação passa a ser permanente (inelástico), chegando à quebrar o material.

Retirado de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Hooke"


publicado por Gil Nunes às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 28 de Abril de 2007
Ensaio
Já viram o “Braveheart”? Para quem já viu o filme decerto se recordará da última cena, em que o rei Robert Bruce ordena à rebelião escocesa, que perdera o seu líder William Wallace, para fazer uso dos seus sentidos e vencer a batalha, deixando para lá a fome, o cansaço e o facto de estarem em inferioridade numérica perante o exército inglês. “Feel…and win this battle” dizia enquanto cerrava os dentes com a vontade de uma pátria a nascer de um ventre de sofrimento… e não é que venceram mesmo?

E já que estamos numa onda cinematográfica, lembram-se também dos sete pecados mortais? Este aposto que já viram… Pois bem, recordam-se da cena em que os dois detectives levam o serial killer de carro para a solução do último “pecado”. Farto do interrogatório dos detectives sobre as causas que levaram a tais atrocidades, o assassino responde com a genial estocada “Vemos pecados mortais todos os dias e simplesmente não ligamos. Porque os consideramos normais”. E normais são os nossos sentires de todos os dias, que muitas vezes não se revelam no boião da racionalidade construída ou imposta. Mas as tempestades, as brisas leves ou as interrogações do coração também têm hierarquias e “não há pior sentimento que a indiferença” diz por
muitas vezes a minha avó Micas, sábia doméstica de 4ª classe feita, domada pela experiência da vida e enrugada pela notável perspicácia de avaliar as pessoas ao primeiro olhar…certeiro!


publicado por Gil Nunes às 10:50
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Abril de 2007
Um pouco sobre columbofilia
Sabia que há pombos que conseguem fazer Algarve-Gaia em menos de quatro horas? E que a era da electrónica permite que se controlem os tempos dos pombos, tal qual se faz no atletismo? E que um pombo pode chegar aos 130 km/h? Pois bem, o mundo dos pombos reserva-nos enormes surpresas, num animal com um notável sentido de orientação. Chegam mesmo a conseguir voar de Gaia até Barcelona. Se o homem ao longo da história construiu fronteiras, o pombo conserva com o seu voo os valores da universalidade.
O Centro Columbófilo de Seixezelo foi fundado em 1976 e tem neste momento Francisco Moreira como presidente de direcção. “Todas as semanas participámos em provas”, salienta, ressalvando que existem no entanto valores mais importantes que a própria competição. “A essência da columbofilia é o convívio, a música. É o escape do nosso dia-a-dia”. Apesar de ser uma forma de ocupação de tempos livres, há quem faça mesmo da columbofilia o seu ganha-pão. “Um bom pombo pode valer 100 mil euros. A nível internacional já existem profissionais de columbofilia”.
Num desporto muito apreciado em Vila Nova de Gaia, uma pergunta ocorre àqueles que dão os primeiros passos no seu entendimento. “A orientação dos pombos é uma coisa que ainda ninguém conseguiu explicar muito bem. Dizem que se orientam pelo magnetismo da terra”. E assim, nesta aventura, os pombos fazem provas de velocidade, meio-fundo e fundo tal como no atletismo. E, no seu universo, também existem aqueles os “Obikwelus”. “Um pombo campeão nunca se atrasa. Tenho cerca de 300 pombos em casa mas estou sempre atento a ver se o craque chega intacto ao pombal”, exclama ao mesmo tempo que clarifica a própria natureza do animal, que todos os dias consegue regressar à sua “casa”.
Mas hoje voar é mais fácil. Se esta máxima se aplica aos aviões comerciais ela também se aplica à columbofilia. Chips electrónicos colocados na anilha marcam o tempo de forma digital e os columbófilos chegam mesmo a receber mensagens no telemóvel quando isso acontece. E não é tudo, porque a breve prazo existirá um sistema de localização geo-referenciado que permitirá ver em tempo real onde se encontra o pombo. “Hoje em dia já são poucos os pombos que se perdem”.
De tanto os vermos todos os dias por certo que nunca nos apercebemos das múltiplas curiosidades deste animal. Francisco Moreira refere mesmo que os pombos chegam mesmo “a prever o tempo. Quando sentem que o tempo vai estar mau ficam aninhados e não saem do pombal”, exclama, dando a conhecer os dois adversários do pombo: o calor e o nevoeiro. “Quando está calor o pombo desidrata-se e não consegue voar. Quando o nevoeiro aparece também é muito complicado, porque é um animal muito dependente do seu sentido de orientação”.
Com cerca de 40 sócios, o Centro Columbófilo de Seixezelo participa em provas em todo o país. “É uma colectividade feita por columbófilos mas não quero deixar passar em vão o excepcional apoio que a Junta de Freguesia nos deu. Além de nos ceder a sala ainda nos empresta o camião para levarmos os pombos para a concentração”. Às portas da nova época (a época columbófila vai de Janeiro até Junho), Francisco Moreira espera que os bons resultados apareçam, salientando que os seus craques já estão preparados para altos voos!


publicado por Gil Nunes às 01:13
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Abril de 2007
Tigres
Vi hoje na televisão um pequeno documentário sobre tigres que são domesticados. Animal selvagem, com instinto de caça nas suas veias, é curioso ver como eles mesmo nas brincadeiras de casa agem como se estivessem no meio da selva. Se podemos mudar o espaço, o meio, o que é certo é que existem características que estão imbuídas no próprio sangue do animal, fazendo com que actuem de forma padronizada, muito embora possam não estar adaptados ao que se passa à sua volta.
Será que podemos tecer este paralelismo aos humanos? Será que existem alguns de nós que desadaptados do meio não consigam disfarçar as suas características originais? É uma questão pertinente sobretudo se verificarmos as próprias heranças genéticas que possuimos, por exemplo.


"Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és". O ditado soa bem mas será que pode ser exequivel a 100". Sim, porque o dir-te-ei quem és pode ter um peso importantíssimo. E há atitudes, comportamentos que não mudam mesmo.


publicado por Gil Nunes às 23:54
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 17 de Abril de 2007
O lucro social- Os cromos do S.C.Arcozelo
E tudo começou numa visita que todas as semanas faço a casa dos meus tios. Na mesa da sala encontrei uma caderneta de cromos. Tudo aparentemente normal não fossem esses cromos retratarem todos os escalões de competição do S.C.Arcozelo, os seus jogadores, o seu corpo técnico e clínico. Se bem que faltassem alguns cromos para se completar aquela colecção, é bom ver a devoção que muitos miúdos têm aquele simples hobbie, que ao fim ao cabo mais não é que uma alavanca de um conceito que pode ser pilar essencial dos clubes, ou seja, o clube família.

Sou apologista de que os clubes devem pugnar em primeira mão pelo lucro social, isto é, fazer com que os seus frequentadores possam ganhar benefícios de grupo através do tempo que lá investem. Em termos práticos tal medida reflecte-se, por exemplo, no desvio dos mais jovens dos caminhos da prodigalidade e do vício ou no bom comportamento cívico. Ganha assim importância fulcral a criação de palcos familiares, por exemplo, nos três papéis desempenhados por estes jovens atletas: o clube, a escola e a família. Aqui se trocam sentimentos, ideias, pensamentos enfim vive-se! Se já aqui frisei considerar absolutamente fundamental a troca de informação entre os palcos sociais que constituem a vida dos jovens, cabe-me também dar destaque a esta pequena caderneta que para além de dar a conhecer as camadas jovens do S.C.Arcozelo é também um exemplo de espírito de comunidade e de família e, por conseguinte, um investimento de futuro na formação de consciências sadias.

E, ao fim ao cabo, todos ficam a lucrar através de uma simples característica que nos distingue dos outros animais. A arte da imaginação pois como diria Albert Einstein “A imaginação é mais importante que o saber”.


publicado por Gil Nunes às 12:32
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 3 de Abril de 2007
S.C.Coimbrões
Em mais uma iniciativa do SC Coimbrões em parceria com o CTJA (Centro de Treino Jorge Araújo), vai-se realizar no dia 15 de Abril pelas 9h30 da manhã

um Clinic dirigido a treinadores de formação, subordinado ao tema “Formação de Jogadores de Basquetebol” / “Contra-Ataque”.



Este Clinic terá como prelector Jorge Henriques, treinador conceituado no
panorama do basquetebol nacional, e contará ainda com a presença de Jorge
Araújo que fará a abertura do mesmo.



A acção será GRATUITA e com oferta de documentação.



Os treinadores deverão trazer “equipamento” para de novo se tornarem
atletas.



Faça desde já a reserva da sua documentação enviando um email para:
coimbroesbasket@hotmail.com


publicado por Gil Nunes às 11:23
link do post | comentar | favorito
|

Um pensamento...
"Se não existisse morte, os humanos já a teriam inventado por certo"


publicado por Gil Nunes às 11:10
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
subscrever feeds