Segunda-feira, 10 de Março de 2008
Johann Duveau, Rui Jorge e o falhanço de Mielcarski

Para hoje três recordações futebolísticas:

 

Johann Duveau

 

- Estava eu na estrada dos Carvalhos a caminho de casa, ouvindo o rescaldo do jogo Marítimo-Benfica. Os insulares eram na altura comandados por Augusto Inácio e na sua equipa pontificava o guarda-redes Van der Straeten. Nesta altura, porém, ficou na memória outro jogador, Johann Duveau. O extremo esquerdo francês entrou na partida ainda na primeira parte e foi substituído a meio da segunda parte, numa situação que não é normal e que justificadamente poderia ter provocado desmotivação. Augusto Inácio, num discurso invulgar, prontificou-se a salvaguardar o jogador, dizendo que não estava a jogar mal e que tal medida se devia apenas a opção técnica.

Esta frase ficou-me na memória enquanto entrava na A1 em direcção a casa.

 

 

Rui Jorge

 

Num F.C.Porto-Panathinaikos a contar para a Liga dos Campeões, sob um intenso dilúvio, o defesa esquerdo Rui Jorge foi vítima de uma entrada violentíssima. Contorcendo-se com dores, rapidamente trocou os esgares por um largo sorriso. Na conferência de imprensa justificou que o dito grego apenas tinha dito “Pardona Signore”, num “italo-helénico” extremamente engraçado.<br><br>

 

 

Mielcarski

 

Depois de uma época em que Domingos tinha carregado a frente de ataque do F.C.Porto às contas, chega à invicta um possante polaco com chancela de goleador. O polaco Mielcarski começa a mostrar sérios argumentos e produtividade num torneio de pré-época, sobretudo depois de uma soberba exibição frente ao Steaua de Bucareste.

Na Liga dos Campeões, o F.C.Porto empata o seu primeiro jogo em Nantes, com um falhanço incrível do polaco. Bem servido por Domingos na área, não consegue fazer a transposição do joelho para o pé, atrapalhando-se e falhando um golo praticamente feito.

A carreira do polaco de azul-e-branco sofreria um forte revés na jornada seguinte frente ao Aalborg, quando se lesionou no ligamento cruzado anterior e ficou afastado dos relvados por vários meses. Para o seu lugar entrou Rui Barros, que marcou os dois golos da equipa.


tags:

publicado por Gil Nunes às 12:45
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds