Terça-feira, 9 de Setembro de 2008
Pedro Mesquita, Prof. Matemática

 Nunca, em toda a minha vida, conheci ninguém tão profissional como um professor de Matemática que tive no 10º ano. Não costumo fazer votos de louvor públicos, no entanto, entendo que é uma espécie de obrigação abrir uma excepção a alguém cujo trabalho hoje reconheço como admirável.

 
Era daqueles indivíduos que se tornava incomodativo para um aluno, tal o turbilhão de perguntas com que era bombardeado nas aulas. Extremamente versátil e criativo, enquadrava temas da matéria com o mundo em redor, de forma a nos cativar. “Pronto, lá vou para a aula daquele chato”, pensava eu, à entrada daquele segundo piso. Lá vinha ele com aquela mala preta, fazendo a chamada dos alunos sílaba por sílaba. Não haveria Deocliciano Hermógenes que falhasse, de certeza absoluta.
 
E depois lá gesticulava, articulava, engendrava maneiras de ensinar. Transmitia vibrações estranhas naquele quadro, como se estivesse a ensinar a nadar aos sobreviventes do Titanic. Inesgotável, tinha uma paciência imensa para com aqueles que reconhecia potencial. Nunca tive nenhum professor assim, tão estupidamente dedicado a uma disciplina.
 
Pois é, Prof. Mesquita, infelizmente não lhe posso dizer que guardo muitos dos seus ensinamentos. A minha vida seguiu outro curso e de matemática pouco me lembro. Mas se calhar ensinou-me outras virtudes que ainda hoje as tento colocar em prática, sobretudo no que diz respeito à paixão com que as coisas se devem fazer em prol da sua eficácia. Continua a ser dos mais falados sempre que me cruzo com alguns dos que comigo viveram os tempos da altura. Falam-me de gratidão, de ensinamentos não mais esquecidos, de utilidades várias do que aprenderam. Pelos vistos a matemática, para eles, não é um bicho de sete cabeças!
 
 

tags:

publicado por Gil Nunes às 17:36
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds