Sexta-feira, 21 de Outubro de 2005
Notícia do dia...21 de Outubro
SIMPSONS PROVOCA OBESIDADE



Não quer dizer, de uma forma tão linear, que basta ver um episódio da série que retrata a família típica da classe média norte-americana, para começar a inchar. Na verdade, são os maus hábitos alimentares das suas personagens, nomeadamente do pai, Homer Simpson, um adepto incondicional dos ‘doughnuts’, que podem ter uma influência negativa nos telespectadores mais novos.

Na verdade, a afirmação é uma das principais conclusões de um estudo promovido pela cadeia britânica de lojas de alimentos Somerfield, que sondou a opinião de dois mil pais. Perto de dois terços dos inquiridos considerara que Homer Simpson – frequentemente avistado no seu sofá a atulhar-se de ‘doughnuts’, hambúrgueres e cerveja – era um mau exemplo para os seus filhos.

No estudo, mais de metade dos pais admitiram ceder à insistência das crianças para lhes comprar as suas guloseimas favoritas, com 57 por cento a afirmarem que só o faziam por temerem o confronto. “A ideia de que a televisão influencia o comportamento dos miúdos não é nada de novo, mas o seu impacto específico nos hábitos alimentares é surpreendente”, considerou um porta-voz da Somerfield, citado no ‘site’ da BBC. “O estudo sugere que precisamos de novos e credíveis modelos de conduta que possam ajudar na campanha para tornar a alimentação saudável ‘fixe’ entre as crianças.”

GULA TELEVISIVA

Mas não são só os Simpsons que aparecem na linha de tiro dos que buscam na televisão os responsáveis pela difusão dos maus hábitos alimentares. Os concorrentes do Big Brother britânico também foram criticados, com uma em cada dez pessoas a apontar-lhes o dedo, criticando o seu amor por fritos e doces.

Com os índices de obesidade infantil a aumentarem exponencialmente, sobretudo nas sociedades ocidentais, os especialistas consideram este problema “potencialmente grave.”

“A televisão pode obviamente ter um enorme impacto na vida das crianças”, afirma Paul Sacher, fundador de um instituto britânico que desenvolve um trabalho de promoção de estilos de vida mais saudáveis no meio familiar. “Se está a ter uma influência, como sugere o estudo – e os pais devem sabê-lo bem – é preocupante.”

Os dados são alarmantes em países como Portugal, que tem um dos quatro mais elevados índices de excesso de peso entre as crianças – as taxas de sobrepeso e de obesidade excedem os 30 por cento nas crianças com idades entre os sete e os 11 anos, de acordo com dados divulgados em Março pela Comissão Europeia (CE). Os outros países com mais de 30 por cento de crianças obesas são Espanha, Itália e Malta. Em toda a Europa, a obesidade afecta já 14 milhões de crianças.

Num outro estudo recente, realizado entre mais de mil crianças em idade escolar, foi concluído que dois terços das crianças não comiam regularmente cinco porções de frutas ou legumes por dia, como recomendam as autoridades nutricionais. O grupo menos saudável foi o das crianças de 12 anos, das quais apenas um quinto comia as quantidades recomendadas.

No extremo oposto da tabela, também um quinto dessas crianças só comia uma porção por dia. Esse estudo também concluiu que as escolas primárias eram mais eficientes a promover a alimentação saudável do que as secundárias. As crianças também mostraram uma falta de conhecimento “preocupante” sobre a origem dos alimentos. Uma em cada quatro pensava que os bifes eram carne de porco, uma em cada oito disse que o queijo era feito a partir da manteiga e uma em cada seis achava que os bróculos eram pequenas árvores.

A MÁ INFLUÊNCIA DOS COMILÕES ANIMADOS

Homer Simpson é emblemático, mas não são poucas as personagens de desenhos animados que cultivam os maus hábitos alimentares.

Garfield, o pachorrento gato criado por Jim Davis em 1978, é uma delas. Louco por lasanha, o felino de estimação de Jon Arbuckle é capaz de ingerir quantidades industriais daquele pesado prato nascido da culinária italiana, além de outras gulodices. Gordo, preguiçoso e cínico, Garfield é também viciado em café e também promove outras das causas da obesidade – a inactividade.

As Tartarugas Ninja (1984) também são viciadas num outro prato originário da comida italiana e presente em excesso nos hábitos alimenteres das pessoas obesas: a piza. Leonardo, Rafael, Donatello e Michelangelo, as personagens criadas por Kevin Eastman e Peter Laird, acabam por promover ainda mais a má alimentação, ao fazer crer ser possível retirar toda a sua força, agilidade e inteligência de uma dieta baseada em pizas.

O Monstro das Bolachas, da Rua Sésamo, é outro comilão bem conhecido dos mais novos. Ninguém sabe o que Tim Henson tinha na cabeça, quando criou a personagem, em 1970, mas se há alguma coisa que o grande e peludo monstro azul é capaz de ensinar às crianças é a comer bolachas desalmadamente.

OBESOLIX

Uma das personagens mais carismáticas de Goscinny e Uderzo, Obélix é o companheiro inseparável de Astérix e um dos maiores gulosos da banda desenhada. O seu prato favorito é o javali à gaulesa.

UM MARINHEIRO EXEMPLAR

A personagem que vem logo à cabeça de um pai que quer convencer um filho a comer os seus legumes é a do marinheiro criado por Elzie Segar, em 1929. Popeye cedo se tornou um bom exemplo para as crianças, ao retirar dos espinafres uma energia descomunal, que transformava um baixinho, franzino e careca num verdadeiro super-herói, capaz de derrotar o seu corpulento inimigo Brutus.

O mesmo desenho animado tinha, no entanto, uma personagem que estragava esse bom exemplo: Wimpy, o maior comedor de hambúrgueres da história da banda desenhada. No Brasil, Maurício de Sousa, o criador da Turma da Mónica, inventou uma personagem cujo exemplo é difícil de definir: Magali é uma comilona, embora não seja obesa, capaz de ingerir tanto bons alimentos (melancias e outras frutas), como guloseimas (gelados, chupa-chupas e outros doces).

in "O Correio da Manhã"


publicado por Gil Nunes às 17:10
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De umbigoendiabrado a 21 de Outubro de 2005 às 18:11
Adoro o Obelix, o Garfield e o Homer e nunca fui uma criança obesa! LOL Os pais que aprendam a dizer não aos filhos para que eles não se vão empanturrar com porcarias.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds