Domingo, 6 de Fevereiro de 2005
A inutilidade das lareiras
Meus amigos,

Enquanto ouço " Moonlight Shadow" de Mike Oldfield, esse velho clássico da maviosa música dos anos oitenta, eis que dou por mim a pensar numa questão que considero a todos os títulos pertinente: Para que é que servem as lareiras? Sim, meus amigos se dão uma trabalheira louca, é preciso gastar dinheiro em lenha e o mínimo descuido poderá provocar uma fumarada imensa? Além do facto de estarmos a ver televisão e ter que estar com um olho na Isabel Figueira e outro no possuído archote que vai teimando em se transformar em cinza. Mas qual clima romântico qual quê? Eu chamo clima romântico a uma noite à luz de velas com uma musiquinha da Enya a dar ambiente ao serão. Não chamo romãntico a dois marmelos enroscados a olharem para uma data de pinos a arderem. Para isso vou para a Serra da Freita no Verão e chamo de romântico a um incêndio de altas proporções, com os bombeiros a recitarem cânticos do Verdi enquanto esmangueiram a área envolvente a ver se acabam com o hedonismo. Além do mais, cabe-me fazer outro raciocínio, que prova que as lareiras não foram feitas para mim. Meus caros, a lareira é um autêntico símbolo gay! Homem que é Homem passa frio e ainda fica de tronco nu a cartar o " Tributo aos Campeões" dos Super Dragões. E nunca se constipa, porque um verdadeiro Homem é sempre superior a qualquer vírus de caracter gripal. Portanto, de uma vez por todas, alto e bom som: Abaixo as lareiras!


publicado por Gil Nunes às 18:39
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De SAMI a 17 de Fevereiro de 2005 às 20:56
Em defesa do ambiente, deverei exprimir a minha concordância com o grito que anula as lareiras... mas em defesa da sensibilidade, e contra os pseudo-machos, deverei afirmar o não simbolismo gay por parte de uma lareira e muito menos, poderei deixar impune a afirmação «Homem que é Homem passa frio e ainda fica de tronco nu a cantar o " Tributo aos Campeões" dos Super Dragões.». Pois que pelo menos a lareira, pelo preciso motivo descrito - «ter que estar com um olho (...) no possuído archote que vai teimando em se transformar em cinza» - seja o suficiente, para desligar de uma vez por todas a maldita televisão... a qual, sim, nada tem de romântico!!! PS: Enya? Boa escolha!! ;)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds