Domingo, 20 de Janeiro de 2008
O Marcelo Rebelo de Sousa do engate

Aproveitando que hoje é domingo e temos o privilégio de assistir, em horário nobre, a mais um programa "As Escolhas de Marcelo", acho de todo conveniente debruçar-me um pouco sobre a sua técnica argumentativa, adaptando-a ao nosso dia-a-dia, mais precisamente aos processos de sedução.

Para que me possa explicar melhor devo dizer, em nota introdutória, que considero Marcelo Rebelo de Sousa um bom analista, sendo este concomitantemente o seu principal trunfo e handicap. Se analisar é um exercício que conjuga perspicácia e trabalho, solucionar os problemas daí provenientes requere uma segunda fase que no senso comum se traduz, muito simplesmente, em passar da teoria à prática.

Observando o comportamento de alguns homens no seu processo de sedução para com o sexo oposto, tenho nos últimos tempos constatado a evolução de uma técnica que baptizo os seus executantes de "Marcelo Rebelo de Sousa" do engate pois tal como ele também o seu discurso desagua na eficácia e na ruptura.  São, a meu ver, frases de análise da pessoa e do meio que destapam a causa de alguns problemas e que por si só representam lufadas de ar fresco para quem as recebe. Em seguida apresento dois exemplos de frases do Marcelo original traduzidas para o universo "Marcelo Rebelo de Sousa do engate".

 

1- "Com a subida da Taxa Euribor, os empréstimos ficarão mais complicados e as famílias poderão ressentir-se rapidamente na subida dos preços de bens essenciais."

Tradução: "Num relacionamento a dois, as partes têm de ceder em alguns aspectos caso contrário entramos em ruptura"

2- "A OPA de Joe Berardo foi estratégica e previamente delineada"

Tradução: "As pessoas quando se envolvem sentem que o outro pode colmatar algumas das nossas necessidades"

 

Usar o óbvio como arma, debulhá-lo até á última raiz e assim apresenta-lo como arma de convencimento, de captação de audiências. Tal na vida como nos estúdios de televisão, quando os propósitos justificam a utilização dos meios e da filosofia de que, realmente, é bem mais proveitoso parecer do que ser, sobretudo num país onde é mais lucrativo ser esperto do que inteligente.

 

 

 

 



publicado por Gil Nunes às 16:28
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Novo Blog

Gil e a Igreja

Memórias dos 30 - O Pesad...

Auto-brincadeiras: todos ...

Memórias dos 30- Emanuel ...

Memórias dos 30 - O Marte...

Memórias dos 30 - Estrela...

O besouro(150 dias até ao...

Polonia -dia 1

A vodka é a principal cau...

arquivos

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Junho 2004

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
subscrever feeds